top of page
Buscar

PSOL de cara própria




Desde 2006 o PSOL apresenta candidatura própria ao governo do estado, em 2022 não será diferente. Junto com militantes e dirigentes do partido, batalhamos até o final pela pré-candidatura mas hoje 29, a Conferência Eleitoral do partido aprovou o nome de Adolfo Neto, presidente estadual do PSOL e professor da UFPA, para a disputa ao governo no Pará e assim seguiremos. Já cumpri essa importante tarefa por duas vezes, em 2010 e 2018, onde obtive mais de 170 mil votos espalhados por todos os 144 municípios de nosso estado.


O PSOL construiu sua história nas lutas e nas ruas, e jamais poderia ficar de fora de um processo eleitoral tão importante para o nosso povo. É preciso coragem pra enfrentar a lógica de desenvolvimento, aplicada pela elite estadual representada por tucanos e pela família Barbalho, que prioriza um modelo destruidor de nossos recursos naturais, assentado no agronegócio e na produção de produtos para exportação, deixando nosso povo à míngua.


O PSOL tem a obrigação de apresentar um programa alternativo, que represente de fato os interesses de nosso povo, que resgate a dignidade de quilombolas, ribeirinhos e dos povos indígenas. Um programa que represente a luta de negros e negras, de LGBTS, de mulheres e seja uma referência para a classe trabalhadora e a juventude.

Somos quase 24 mil filiados a filiadas espalhados pelos quatro cantos do Pará, o PSOL é único partido que registrou um boom de filiações em 2022 e isso se deve a nossa história de luta nos movimentos sociais, nas universidades e nos bairros. Não tem uma luta sequer, em nosso estado, que não tenha um representante do Partido Socialismo e Liberdade.


Nessas eleições precisamos apresentar um programa que não retire direitos previdenciários como já fez o governador Helder Barbalho. Um programa que incentive a agricultura familiar e não esteja a mercê do agronegócio ou das grandes mineradoras. Um programa que aponte para o fim da miséria e não apenas para o assistencialismo eleitoreiro que só perpetua a iniquidade a que o povo está submetido.

 

Eleições 2022  

Esse ano não serei candidato a nenhum cargo eletivo, mas estarei na linha de frente para derrotar o Bolsonaro, o bolsonarismo e para mudar de verdade nosso estado, além de ajudar a eleger uma forte bancada de deputados e deputadas federais e estaduais. Vamos seguir construindo um mandato a serviço das lutas e do socialismo. Seguiremos fortalecendo esse terceiro mandato, confiado a mim por aqueles e aquelas que acreditam no futuro, que ousam sonhar com um mundo melhor e que fazem todo dia, esse mandato necessário. Manteremos a linha de ter uma forte produção parlamentar, mas também uma atuação direta nas lutas de nossa cidade. Estaremos também na linha de frente para, depois de 16 anos de abandono, devolver Belém para as mãos do povo. Sigamos juntos.


Fernando Carneiro

Vereador /PSOL-Belém

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bình luận


bottom of page